Conselho Regional de Química da 5ª Região
Conselho Regional de
Química da 5ª Região
Rio Grande do Sul
A vida é nosso principal elemento.
   
 
 
CRQV Institucional
Comunicação AFT Registro Delegacias Legislação Programas Fale Conosco CRQV
 
 
   
 
 
Untitled Document
Comunicação
Notícias
Agenda
Newsletter
Informativos
Vídeos
Galeria
Convênios
CRQV

Untitled Document
Todas as Notícias
A Ciência do Chimarrão
18 de setembro de 2017
Descoberta depois de um século
15 de setembro de 2017
A Química da calça jeans
24 de agosto de 2017
A chuva ácida
07 de agosto de 2017
A Química em sua cozinha
21 de julho de 2017
As plantas e o auxílio no combate à ansiedade
17 de julho de 2017
| 1 | 2 |   Página seguinte

Siga-nos no Siga-nos no Twitter
Cursos
Informações
Referentes ao Registro
de Cursos de Formação
Profissional no CFQ
CRQV
Cursos aprovados pelo CFQ
Concurso Público
Untitled Document
CRQV Voltar à home >> Comunicação >> Notícias CRQV

A Química da calça jeans
24 de agosto de 2017

O jeans faz parte da vida de pessoas das mais diferentes faixas etárias, classes sociais, etnias, religiões, etc. No início de sua existência, as roupas feitas com este material eram utilizadas com mais frequência por operários em fábricas e mineradores devido à sua alta resistência e valor acessível de produção. Com o passar do tempo, as peças ganharam popularidade e se espalharam pelo mundo inteiro e sua produção chegou a níveis altíssimos. De acordo com a ABIT (Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção) o Brasil é um dos principais produtores e consumidores de roupas feitas de jeans, movimentando mais de R$8 bilhões por ano.

O tecido é feito de algodão e o índigo natural (corante azul também conhecido como anil) era obtido a partir de plantas e utilizado para alcançar o tom desejado. Este composto possui grupos cetônicos em sua fórmula (C16H10N2O2 )e é insolúvel em água, porém, sua forma reduzida o torna solúvel. Já o algodão é composto em grande parte de celulose, um polissacarídeo de fórmula C6H10O5. A celulose é composta de glicose que formam longas cadeiras, resultando em um polímero que pode ser visto como fibras finas, quando observado em microscópio. A resistência dessas fibras se dá pelas ligações hidrogênio que ligam estas cadeiras estruturadas, pelo tamanho e pelo entrelaçamento das cadeias.

Diferente da maioria dos corantes, o índigo se fixa nessa fibra de maneira mecânica e não química. Este processo ocorre por meio da redução do índigo a leucoíndigo para sua solubilização em água. O índigo, inicialmente azul torna se amarelado em sua forma leuco. Esta segunda forma possui grande afinidade pela fibra de celulose e com a exposição ao ar ocorre a reoxidação do índigo, retornando sua cor original, o azul.

Hoje, existem diversas técnicas para transformar o tom original (azul) em tonalidades e efeitos diferentes. Entre outras, podemos destacar:



Clareamento: utiliza permanganato de sódio ou outro descolorante de natureza química como o cloro para deixar a peça mais clara;



Délavé: é uma lavagem estonada (feita com pedras) com aplicação de clareador e alvejante químico deixando o tecido mais macio e com um tom mais fraco de azul;


Destroyed: é semelhante a lavagem estonada com alvejante, porém, neste processo uma maior quantidade de enzimas é aplicada chegando a corroer o tecido, deixando a peça com aparência de “destruída”;



Used: usa-se um jato de permanganato, areia e alumínio com aplicação em pistola deixando uma parte determinada mais clara.



FONTES:

http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc37_3/04-QS-42-13.pdf

http://textileindustry.ning.com/m/discussion?id=2370240%3ATopic%3A607700

http://noticias.universia.com.br/vida-universitaria/noticia/2011/04/19/813661/quimica-da-calca-jeans-e-tema-pesquisa-na-unesp.html



Informativo O que é uma AFT Projetos

Não deixe de conferir a última edição do Informativo CRQ-V: a revista trimestral dos químicos.saiba mais

Saiba o que é necessário para o profissional assumir responsabilidade técnica na indústria química.saiba mais O PQUIM auxilia o profissional formado em Química a ingressar ou a retornar à área de trabalho.saiba mais
Acesso à Informação

CRQV
Vídeos
saiba mais
CRQV

Acesso Rápido
Registro Pessoa Física
Registro Pessoa Jurídica
Pesquisa de Profissionais
Cancelamento Registro P.F.
Cancelamento Registro P.J.
AFT - Informações
Renove sua AFT
Cancele sua AFT
Atualize sua Carteira
Atualize seu Endereço
Parcelamento de Débitos
Isenção de Anuidade P.F.
CRQV

Expediente
9 horas às 12 horas e
das 13h30min às 16h45min
CRQV

Novidade!

Conheça nossa Galeria de Fotos

CRQV
 
 
CRQV Conselho Regional de Química da 5ª Região | Avenida Itaqui, 45 | CEP 90460-140 | Porto Alegre | RS | Fone/Fax: 51 3330 5659 CRQV